.

Filme Homenageado Atual:
The Hobbit: An Unexpected Journey
(2012)

domingo, 19 de agosto de 2012

Crítica do filme Batman - The Dark Knight Rises


(Este texto contém spoilers)


Christopher Nolan... O gênio do cinema que sempre me deixa de boca aberta! Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge é um filme que mistura ação, tensão, suspense e uma um pouco de humor sarcástico na medida certa! Essa combinação torna o filme agradável de ver! Atingiu (e até ultrapassou em alguns pontos) as minhas expectativas! Os efeitos ficaram ótimos, o diretor e os atores fizeram um ótimo trabalho e a história teve uma excelente adaptação. Até mesmo a Anne Hathaway se saiu bem como a Mulher-Gato (óbvio que não é melhor do que a eterna Mulher-Gato da Michelle Pfeiffer!), apesar de não ser sensual, conseguiu demonstrar a mulher aventureira que roubou o coração do Batman!

Apesar de eu saber o tempo todo quem era a “Miranda” (quem lê HQ’s ou já viu o filme sabe do que estou falando) fiquei surpresa pela maneira que o Nolan desenvolveu a história e “soltou a bomba”! Genial!
Mas, se eu for examinar a história do filme á risca, ele tem seus erros (aliás, todo filme de adaptações de quadrinhos tem!).
Primeiro, Talia Al Ghul não é tão... “Maluca" e "obcecada” como demonstrada no filme (além do mais, a história dela com o Bruce é muito mais complexa)!
Segundo, o Bane quebra a coluna do Batman, deixando-o paralítico! E só depois ele se recupera (não vou perder nem meu tempo nem o de vocês explicando exatamente o que aconteceu)! Mas, eu entendo, passar por todo o “processo de recuperação” pode ter parecido chato e demorado ao Nolan, e ele fez uma ótima alternativa!
Terceiro: Mulher-Gato de coitadinha? Ta... Pode até ser que ela não seja uma vilã (ela teve sim um passado ruim, etc), mas mesmo assim, passa longe de ser uma heroína (sim, ela ajuda o Batman várias vezes, mas não deixa de aprontar)! Outra coisa que me incomou foi sua “inocência” no decorrer do filme. No começo ela era “a verdadeira” Mulher-Gato, que rouba sem se importar com nada! Mas lá pro meio do filme ela começa a ficar um tanto emotiva demais... Ainda bem que o Nolan conseguiu reverter a situação e deixa-la novamente parecida com “a” Mulher-Gato (só que mais ajuizada... E apaixonada). Além do mais, ela não se casa com o Bruce (não vou dizer que o Nolan não sabia o que estava fazendo, pois na Era de Ouro o Bruce realmente é casado com a Selina, que após uma vida de crimes, se torna uma boa pessoa. Um dos fatores de eu ter gostado tanto do filme foi esse, o Nolan incrementou a Era de Ouro na história, que para mim foi a melhor era de todas!).
Quarto: Esse Robin não tem absolutamente nada a ver com o "Robin original"... Mas, confesso que prefiro o Robin do Nolan! Ele é mais... Maduro (acho que é essa a palavra que o define melhor!).
Quinto, o vilão Bane, ficou muito bom!! Lógico que Heath Ledger com seu eterno Coringa, faz falta.. Mas vamos dar uma chance ao Hardy, pois são diferentes personagens, e ambos foram muito bem na interpretação!  O vilão ao mesmo tempo em que é inteligente é forte e poderoso! O ator Tom Hardy merece meus mais humildes parabéns pela ótima interpretação! Enfim, além desses há tantos outros erros como roupas (que não tem nada a ver com as originais), transportes (esse Bat-Avião foi de acabar!!), e com certeza esqueci de citar algum (risos). Mas esses erros são desconhecidos pelos que não leem HQ's... E pra quem lê, é fácil "perdoar" os erros (afinal, é uma adaptação de Christopher Nolan!).
O que posso dizer mais? O filme é ótimo! Quem conhece a história do Batman vai ignorar, assim como eu, a mudança na história, pois o Nolan fez uma adaptação muito boa! Poucos diretores conseguem mudar a história (original) e se sair bem!

Um final épico para a melhor franquia já feita do Batman!



Nota: 9,8



                                                                                            By: Lizzie (ModernNerd)

2 comentários:

  1. excelente...parabéns pelo texto...e parabéns pelo blog, ficou sensacional...

    ResponderExcluir

Já passaram por aqui